quarta-feira, 25 de agosto de 2010

postheadericon ...

Dou-te um presente indesejado
Meus desejos
Embalados em papel celofane
Com laços de fita ridículos
Flores do campo para enfeitar
Dou-te sentimentos incômodos
Acondicionados mal e porcamente
Em papel reaproveitado
Fita durex lacrando, de lado a lado
Dou-te pensamentos
Esses não precisam de embalagem
Pois são vazios, imerecidos
São teus, e sei do não querer
Desamor, desapego, despedida.
Pega, me leva
Não me quer, me carrega,
Um chaveiro, um clips,
Um elástico de dinheiro
Usa o objeto que me tornei
Por ti, por mim, por nós
Que nunca existiu
Que jamais seremos,
Que para mim, embriagado
Eternamente viveremos
Apaixonados.

0 comentários:

sobre

Minha foto
@David_Nobrega
Mataram a bio... Jamais morreu
Visualizar meu perfil completo

tags

seguidores